Iliteracia Matemática

Numa sessão de Cépticos com Vox que decorreu há uns meses no Porto, falámos de matemática e da facilidade das pessoas serem enganadas com a maneira como os números são apresentados. Isto é fácil de compreender se pensarmos no modo errado como por vezes a estatística é utilizada. Uma das várias razões pelas quais nos é útil conhecer pelo menos as bases da matemática é permitir-nos interpretar correctamente gráficos, probabilidades e estatísticas com os quais somos confrontados, de modo a evitar sermos enganados, ou manipulados. Por outras palavras, é necessário possuirmos literacia matemática.

Esta necessidade é útil não apenas para nós cidadãos, mas também para profissionais em várias áreas. Uma das nossas convidadas desse encontro, Susana Pereira, licenciada em Matemática, falou-nos do seu projecto de Doutoramento em Ensino e Divulgação das Ciências, da FCUP, em que está a analisar, entre outros aspectos, os erros matemáticos publicados na imprensa portuguesa.

Outra área em que é útil saber matemática é em Direito. Pois é, assim evitam-se erros como o que a seguir se apresenta:

Resolução do tribunal
A imagem de cima, que andou a circular nas redes sociais, apresenta um texto do Juízo Cível da Comarca de Lisboa, datado de 2008. Como a imagem não possui a melhor qualidade, resumo aqui o seu conteúdo:

Certo indivíduo, que havia contraído dívidas, viu 1/6 do seu vencimento penhorado para pagar as suas obrigações. No entanto, como se encontrava numa situação financeira frágil, pediu o perdão da dívida. Após a análise do caso, o Juiz decidiu que ele deveria pagar a dívida, mas, com a intenção de facilitar-lhe a vida, decidiu ajudá-lo “baixando” o valor da penhora para 1/5 do seu vencimento.

O erro está que em diminuir o valor do denominador, aumenta-se o valor a ser cobrado. Ora, com esta decisão, o indivíduo endividado ficou a pagar mais. É caso para dizer que com ajudas destas, mais vale estar quieto. Esperemos que a situação tenha sido corrigida a tempo.

A COMCEPT seguirá a sugestão de outro dos nossos convidados presentes nessa sessão, um docente desta disciplina, e irá continuar a dar exemplos de iliteracia matemática. Se os nossos leitores tiverem algum exemplo que queiram partilhar connosco, podem deixar na caixa de comentários.

  

Uma Resposta a “Iliteracia Matemática

  • Reduzir de 1/6 para 1/5, grande ignorância.Pior por vir de onde veio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: