Carta aberta à RTP – Prós e Contras

Como já terão visto anunciado, a RTP decidiu dedicar o próximo episódio do programa de debate Prós e Contras, de 1 de Abril, ao tema “Medicina Convencional vs Medicina Alternativa”. O mote, tanto quanto nos foi dado a entender, foi o nosso Manifesto.

Contudo, a COMCEPT, entidade promotora do manifesto, não foi convidada a estar representada no painel principal, nem sequer contactada a respeito do programa. Por isso, entendemos que deveríamos manifestar o nosso desagrado, enviando uma carta à RTP, que aqui reproduzimos na íntegra.

Os convidados, do lado da defesa da medicina baseada na ciência, serão David Marçal (nosso associado), João Júlio Cerqueira e André Casado. Haverá um pequeno vídeo prévio com declarações de Armando Brito de Sá (primeiro subscritor do manifesto e nosso associado).

Convidamos todos os nosso leitores/a a acompanharem o programa e o debate.

 

[ADENDA: No Sábado, dia 30 de Março, a Presidente da Direcção da COMCEPT, Diana Barbosa, foi convidada a estar presente na primeira fila do programa, com um momento de intervenção.]

 


 

Ex.mo Sr. Director de Programas da RTP 1
Ex.mo Sr.a Directora de Informação da RTP
Ex.o Sr. Provedor do Espectador
Ex.ma Sr.a Filipa Burnay

 

No passado dia 26 de Março, a COMCEPT — Comunidade Céptica Portuguesa divulgou o manifesto Por Cuidados de Saúde de Base Científica, que havia sido previamente enviado a todos os partidos com assento parlamentar bem como a três comissões permanentes da Assembleia da República, conjuntamente com um pedido de audiência.

Segundo nos foi dado a entender, esta iniciativa levou a que a RTP escolhesse como temática do próximo “Prós e Contras”, a ter lugar no dia 1 de Abril, o tema “Medicina Convencional vs Medicina Alternativa”.

Ficamos, portanto, estupefactos pelo facto de à COMCEPT, entidade promotora do manifesto, não ser dado lugar no painel de debate, para melhor poder esclarecer e defender esta iniciativa política e social. Sem desprimor dos convidados seleccionados para defender a medicina baseada na ciência, não podíamos deixar de apontar esta incongruência e manifestar publicamente o nosso desagrado.

Também não pudemos deixar de notar que todos os convidados são homens, num meio – a medicina e as ciências biomédicas – onde as mulheres são numerosas e têm um papel preponderante.

Esta carta será publicada no website oficial da COMCEPT e demais plataformas a ele associadas.

 

Com os melhores cumprimentos,

Diana Barbosa, João Monteiro e Leonor Abrantes
Direcção da COMCEPT — Comunidade Céptica Portuguesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: