Votação para o Prémio Unicórnio Voador 2019

O Unicórnio Voador. Crédito: Cláudia Barrocas

 

O Prémio Unicórnio Voador – um prémio feliz para actuações infelizes – é uma distinção satírica concedida pela COMCEPT, por sugestão dos internautas, às personalidades ou entidades que durante o ano anterior tenham contribuído para a disseminação de pseudociência, superstição e outras formas de desinformação em três categorias distintas:

Grafonola: Para os meios de comunicação e os seus agentes (impressa, rádio, televisão, blogosfera).

O Rei Vai Nu: Para todos os outros que façam ou contribuam para a propagação de alegações duvidosas sem provas ou contra elas.

Dom Quixote: Para a afirmação ou teoria mais alienada, para a recusa em encarar a realidade e para a defesa do indefensável.

Depois da fase de nomeações, chega o momento de votar nos concorrentes seleccionados. Os internautas podem votar nos seus nomeados favoritos até ao dia 30 de Março e os vencedores de cada categoria serão revelados, como sempre, no dia 1 de Abril, o dia das mentiras. Não se esqueça de votar em todas as categorias (três no total).

Durante o ano de 2019, recebemos dezenas de nomeações para o Prémio Unicórnio Voador. Sendo impossível aceitar todas, seleccionámos os nomeados mais representativos. A escolha foi difícil, pois foi um ano recheado de iniciativas de promoção de pseudociências e superstições. Exemplos abundam nos meios de comunicação, mas destacamos a RTP que continuou a dar palco, nos programas da manhã e da tarde, a terapeutas alternativos ao arrepio de todo o conhecimento médico e científico actual – como canal público tem uma responsabilidade acrescida de não passar desinformação. Um dos terapeutas convidados mais nomeado foi o naturopata João Beles. No melhor pano cai a nódoa: um evento nacional de divulgação de ciência teve como oradora Zilda Alarcão a defender os efeitos do reiki na cura do cancro – esperemos que tenha sido uma distracção que levou a este erro de casting e que tão interessante evento não volte a ficar manchado por uma escolha idêntica. Espera-se que os dirigentes dos partidos políticos se aconselhem com os peritos de áreas temáticas e que tomem decisões apoiadas no melhor conhecimento disponível. Este ano recebemos imensas nomeações dirigidas ao PAN por “desconhecimento de estudos científicos e evidências, promoção do medo sobre alguns alimentos e demonização da agricultura convencional e agropecuária”.

Segue-se a apresentação dos nomeados que foram seleccionados para votação. E que ganhem os melhores dos piores.

 

Grafonola

MAGG

A revista MAGG já é conhecida por promover pseudociência. A esse propósito, a COMCEPT escreveu a criticar uma notícia que promovia o livro da homeopata Cristina Pombo em 2018. Longe de ser um acto isolado, a difusão das pseudociências e dos conselhos dos “gurus” desinformados continuou em 2019, como se pode ver num artigo a publicitar um livro cheio de erros, que chegam mesmo a ser perigosos, e a promoção aos sumos “detox”.

Revista Saúde e Bem-Estar

Para revista de saúde, têm uma postura muito pouco científica, como demonstra a edição com reportagem sobre medicinas alternativas e o apoio ao evento Naturales Medicinae sobre “medicinas” naturais, chinesa, suplementos, etc.

Provedor do Espectador da RTP

O Provedor do canal público de televisão tem recebido diversas queixas sobre a pseudociência promovida nos programas da RTP, mas as suas respostas e inacção relativas a este tema deixam muito a desejar, acabando por se tornar cúmplice e facilitador da pseudociência. Veja-se a conclusão fraca que teceu no programa Voz do Cidadão.
Outros exemplos há de respostas directas às queixas dos cidadãos que mostram não estar preparado para avaliar informação científica e não ter um papel esclarecedor dentro da RTP.

 

O Rei Vai Nu

Farmácias

Continuam a vender “medicamentos” homeopáticos, apesar do pleno conhecimento dos profissionais de farmácia da sua total ineficácia, uma prática que aparenta estar em contradição com o respectivo Código Deontológico (artigos 9º e 10º). Com esta acção, ou inacção, é posta em causa a Saúde Pública e o direito do consumidor à informação e formação para o consumo. Do mesmo modo, há estabelecimentos que cedem instalações para terapeutas alternativos, dando-lhes a credibilidade que não merecem.

Sociedade de Geografia de Lisboa

A Sociedade de Geografia de Lisboa (SGL) é uma instituição de referência histórica no panorama científico português, mas em 2019 acolheu um evento de promoção de Olavo de Carvalho. Este tem-se revelado um dos defensores das mais disparatadas teorias da conspiração, que defende que a terra está no centro do universo, que afirma que não se sabe se ela é redonda, defensor de políticas obscurantistas, que vilipendia tudo quanto são nomes grandes da ciência e da cultura como Newton e Einstein e que é anti-vacinas.

Câmara Municipal de Lisboa

Por continuar a dar apoio à pseudomedicina, com um dia a ela dedicado, uma feira e outros eventos.

 

Dom Quixote

António Félix Flores Rodrigues

Mais conhecido por Félix Rodrigues, é um Professor Auxiliar na Universidade dos Açores, mas que, apesar do seu cargo, tem sido o principal propagador de fantasias sobejamente desmontadas, e desacreditadas, sobre a sua convicção de ter provas de um alegado pré-povoamento do arquipélago açoriano por múltiplas civilizações, com destaque para Fenícios. Tem publicado artigos duvidosos na revista Archaeological Discovery, pertencente à editora predatória Scientific Research Publishing (SCIRP) e, mais recentemente, num volume do Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira. Tem sido desmentido pelos seus pares na sua Universidade e no País, afirmando, por isso, ser perseguido. Recentemente, Félix Rodrigues teceu considerações absurdas sobre o impacto da mudança de hora legal sobre a agropecuária não tendo tido a honestidade de encaminhar o jornalista do DN que o entrevistou para um dos vários colegas de Agronomia, Engª Zootécnica ou Medicina Veterinária que trabalham na sua própria Faculdade.

Manuel Pinto Coelho

Já conhecido entre médicos e cientistas por divulgar desinformação relativa à saúde, é também conhecido do público por recomendar beber água do mar. No programa de rádio Prova Oral citou a Associação Americana de Cardiologistas como exemplo de que nos EUA já ninguém quer saber do colesterol e outras alegações, o que é desmentido se for pesquisado.

Maria João Abreu

Maria João Abreu veio esclarecer na TV que o que o salvou Ângelo Rodrigues, após 7 cirurgias, coma induzido, tratamentos em câmara hiperbárica (“não querendo tirar mérito aos médicos”) foi um grupo de oração no WhatsApp, visualização de chuva dourada e reiki.

3 Responstas a “Votação para o Prémio Unicórnio Voador 2019

  • No fim as pessoas acreditam naquilo que querem e que as faz felizes…E uma pulsao muito forte, e aproveitada sabiamente pelos vendedores de banha da cobra…..

Trackbacks & Pings

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: