Foco de Conspiração

Por L. Abrantes

De acordo com David Aaronovitch*, uma conspiração pode ser definida por “duas ou mais pessoas que planeiam uma acção secreta, ilegal ou imoral” e qualquer conspiração é uma teoria até que seja fundamentada. No entanto, o que pode definir uma teoria da conspiração, ainda de acordo com Aaronovitch, é a “atribuição de culpa a um agente sobre algo que possivelmente é acidental” ou ainda “a atribuição de culpa a uma acção secreta de um agente quando essa mesma acção pode ser mais razoavelmente explicada através da acção de outro”.

Assim, por exemplo, houve uma conspiração liderada por Bin Laden e os Taliban para executar a queda das torres gémeas a 11 de Setembro de 2012. Já as teorias da conspiração atribuem a culpa do ataque a uma acção deliberada pelo governo norte-americano com o propósito de tirar proveitos e aumentar a sua supremacia militar no mundo.

Importa também não confundir a origem ou causa de um determinado evento com o aproveitamento político que poderá ocorrer após esse mesmo evento: Uma coisa é dizer que o Marquês de Pombal terá feito um complôt com deus de maneira a provocar o Terramoto de 1755, outra totalmente diferente, é afirmar que o Marquês de Pombal tirou proveito da tragédia para se afirmar politicamente.

De um modo geral, as teorias da conspiração requerem sempre um nível de ocultação extremo e implicam sempre uma rede cada vez maior de indivíduos que activamente pactuam com a acção. Quanto maior a rede de conspiracionistas, menos improvável a teoria deveria ser, mas na generalidade das teorias, a lógica é inversa: As pessoas que mais facilmente poderiam desmascarar uma conspiração fazem sempre parte do grupo conspirador. E se o nível de ocultação é extraordinário, é sempre curiosa a facilidade em ser descoberta por uns quantos indivíduos armados com um motor de busca.

Existem várias teorias da conspiração, tantas quanto a nossa imaginação permite. E como é difícil falar de todas elas, falámos por alto das mais conhecidas:

No top das teorias de conspiração mais absurdas está aquela que identifica uma série de elementos fálicos no Aeroporto de Denver, EUA. São mensagens satânicas…

.

4 Responstas a “Foco de Conspiração

  • L Abrantes, talvez o mais absurdo seja algumas pessoas duvidarem da geo-engenharia levada a cabo pelo uso de chemtrails quando os próprios executantes já o admitem abertamente . Note que o tema já nem deve ser considerado sob esse manto de clandestinidade e ridículo imposto chamado “teoria da conspiração” . Teorizar é parte do processo científico . Negar o que já é évidente tem outro nome mas não pretendo ser desagradável consigo.

    • A seguir à parte do “teorizar”, ou antes “hipotizar”, é necessário reunir evidências para a suportar a teoria, assim como testá-la para garantir que se aguenta de pé. Falho em ver onde é que a crença nos chemtrails, possui sequer o mínimo vestígio do processo científico.

    • O caro leitor está a confundir as possíveis e incipientes aplicações da geo-engenharia com as teorias da conspiração associadas aos ditos “chemtrails”. Aguardamos a indicação de evidências científicas em contrário.

  • Então diga lá quais são essas evidências?

%d bloggers like this: