ComceptCon 2019: Evolução Manifesto europeu contra as pseudoterapias A COMCEPT chegou à Patreon Nomeações para o Prémio Unicórnio Voador 2019 Não se deixe enganar – O livro da COMCEPT

ComceptCon 2019: Evolução

2 de Novembro, Museu de Leiria

Manifesto europeu contra as pseudoterapias

Manifesto europeu contra as pseudoterapias recolhe apoios entre profissionais da ciência e da saúde.

A COMCEPT chegou à Patreon

Já podem contribuir para o trabalho da COMCEPT através da Patreon!

Nomeações para o Prémio Unicórnio Voador 2019

Estão abertas as nomeações para o Prémio Unicórnio Voador 2019, poderá nomear os seus favoritos durante todo o ano de 2019 e início de 2020.

Não se deixe enganar – O livro da COMCEPT

“Não se deixe enganar” é o primeiro livro da COMCEPT, à venda no dia 9 de Junho!

05 Dez 2017

IV Conferência do Solstício: Física Quântica

Patrícia Gonçalves, do LIP, é a oradora convidada da conferência deste ano a 16 de Dezembro, em Lisboa.

Dia Nacional da Cultura Científica

Dia Nacional da Cultura Científica conta com a participação de Diana Barbosa, em representação da COMCEPT.

26 Out 2017
Imagem de um envelope com uma carta

Carta à Assembleia da República

Carta aberta da COMCEPT à Assembleia da República Portuguesa

25 Out 2017
Fotografia da prática de acupunctura

Medicinas alternativas de excepção

Medicinas alternativas (ou terapias não convencionais) vão a debate esta semana na Assembleia da República.

08 Out 2017

ComceptCon 2017: Era uma vez… Estórias da História

A ComceptCon 2017 vai decorrer no Museu de Leiria, no dia 11 de Novembro de 2017, e é inteiramente dedicada aos mitos históricos.

02 Out 2017

QED – Questiona, Explora, Descobre

Reportagem sobre o maior evento céptico da Europa: a QED - Question Explore Discover, em Manchester.

01 Ago 2017

E eu, sem nada saber, sorria

O caso da indignação das pessoas com a baleia morta na praia, engasgada com várias toneladas de lixo de plástico, dá um belo case study.

Existe relação entre radiações dos telemóveis e cancro?

As radiações wi-fi e dos telemóveis ainda causam receio a muitas pessoas. Haverá razão para isso?