ComceptCon 2015 – Evolução, Fixismo e Pastafarianismo

Conferência de Xana Sá-Pinto na ComceptCon 2015 sobre o negacionismo da evolução. Porto, Casa do Infante, 21 de Novembro de 2015.

Como é habitual, gravamos todas as palestras da última ComceptCon.

Também como é habitual, as gravações não ficaram isentas de problemas técnicos, como poderão verificar se virem os vídeos! 🙂
Por isso, pedimos desde já desculpa.

Mas, tal como prometido, começamos hoje a divulgar os vídeos correspondentes a cada uma das cinco conferências deste ano, todas elas sob a alçada do tema Negacionismo: Quando os Factos São Rejeitados.

A primeira conferência do dia ficou a cargo da Xana Sá-Pinto, bióloga e actualmente investigadora no Centro de Investigação em Didática e Tecnologia na Formação de Formadores da Universidade de Aveiro onde investiga os impactos de ensinar evolução na literacia científica de alunos do 1º Ciclo.

O tema desta conferência foi, como poderão já ter adivinhado, o negacionismo da evolução. A Xana começou por fazer uma distinção entre ciência e religião; depois, dedicou grande parte do tempo de intervenção às provas da evolução e aos testes a que a Teoria da Evolução já se submeteu ao longo do tempo; tentou ainda responder à difícil pergunta “podemos convencer os criacionistas?“; deu-nos também uma panorâmica sobre o estado deste tema em Portugal.

Aqui fica, então, o vídeo. Que desfrutem!

 

2 Comments

  1. Discordo que a Religião e a Ciência sejam campos separados e como tal compativeis. A Ciência dá respostas às mm questões da religião, e é fundamento para reflexões morais, sociais e até espirituais.

    A Religião é fazer essas relações com base na ignorância

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Procurar
Outros artigos
Quando o marketing se apropria dos conceitos “Natural” e “Tecnológico”
João L. Monteiro
FORAM EXIBIDOS SERES EXTRATERRESTRES NO MÉXICO?
João L. Monteiro
Votação para o Prémio Unicórnio Voador 2022
Comcept