Cientistas confirmam que dinossauros foram extintos pelo glúten

Aviso: Esta é uma notícia satírica com fins puramente humorísticos. Nenhum dos factos descritos deve ser interpretado como real.

PetaNews_banner3

Crédito: arkhangellohim
Crédito: arkhangellohim

Num estudo publicado na revista Holistic & Detox Nutrition, um grupo internacional de cientistas relata que os dinossauros foram extintos por sensibilidade não-celíaca ao glúten, uma descoberta que promete reescrever os livros de história e de ciência.

Uma nova análise geológica revelou indícios de uma grande concentração de glúten na cratera de Chicxulub, península do Iucatão, que há 65 milhões de anos terá sido o local de impacto de um asteróide. O asteróide já era apontado como a principal causa para a extinção em massa, mas até agora pensava-se que esta tinha sido provocada por detritos que bloquearam a luz solar. “Isto muda tudo”, disse Marco Faria, paleontólogo, “estamos até a pensar em mudar o nome de período Cretáceo para período Glutagénico”.

Os investigadores, com formação em nutrição holística, ficaram contentes com a recepção do estudo e prometem continuar a investigar o motivo da extinção de várias espécies. O próximo estudo será sobre a influência do consumo de leite de vaca na extinção do Dodó e do Tigre da Tasmânia.

Aviso: Esta é uma notícia satírica com fins puramente humorísticos. Nenhum dos factos descritos deve ser interpretado como real.

Artigo publicado na eComcept no dia 16 de Janeiro de 2017
Outros artigos
“Sem Limites” ou “Com Mazelas”?
João L. Monteiro
Cépticos no Museu… e Jardim
D. Barbosa
Nomeações para o Prémio Unicórnio Voador 2022
Comcept