Votação para o Prémio Unicórnio Voador 2022

Prémio Unicórnio Voador
O Unicórnio Voador. Crédito: Cláudia Barrocas

O Prémio Unicórnio Voador – um prémio feliz para actuações infelizes – é uma distinção satírica concedida pela COMCEPT, por sugestão dos internautas, às personalidades ou entidades que durante o ano anterior tenham contribuído para a disseminação de pseudociência, superstição e outras formas de desinformação. Porque os unicórnios até podem existir, o difícil de acreditar é que consigam voar!

Os internautas podem votar nos seus nomeados favoritos até ao dia 31 de Março e os vencedores de cada categoria serão revelados, como sempre, no dia 1 de Abril, o Dia das Mentiras. Existem quatro categorias distintas nas quais é possível votar:

  • Estrela Cadente – para as estrelas de televisão e do mundo artístico, desportivo ou social.
  • Grafonola – para os meios de comunicação e os seus agentes (impressa, rádio, televisão).
  • Dom Quixote – para a afirmação ou teoria mais alienada, para a recusa em encarar a realidade e para a defesa do indefensável.
  • O Rei Vai Nu – para todos os outros que façam ou contribuam para a propagação de alegações duvidosas sem provas ou contra elas.

Segue-se a apresentação dos nomeados que foram seleccionados para votação. E que ganhe o melhor dos piores!

Estrela Cadente

Maria Vieira

A actriz Maria Vieira tornou-se na encarnação viva daquele familiar que sempre gostou de ser do contra mas que piorou ainda mais quando descobriu o Facebook, passando as verdades alternativas e teorias da conspiração a ser o seu único tema de conversa nas reuniões de família. Da pandemia à guerra na Ucrânia, Maria Vieira tem uma opinião sobre tudo. É como se fosse uma espécie de ChatGTP de carne e osso, só que programada para dar sempre respostas opostas à realidade. (1)(2)

Gustavo Santos

O guru da auto-ajuda publicou um novo livro intitulado “Não Obedeças Mais”, um manifesto destilado a partir de teorias negacionistas da pandemia que incitavam à desobediência das medidas sanitárias por acreditarem que a covid-19 não passava de uma elaborada conspiração para controlar a população. Esta é apenas mais uma evidência de que a pandemia criou uma união ímpia entre dois movimentos de extremos opostos do espectro político: o da contracultura e espiritualidade new age com o da extrema-direita e os delírios sobre elites secretas que conspiram contra a liberdade, o individualismo e os valores tradicionais. (1)

Alexandra Solnado

Jesus Cristo, o maior guru da auto-ajuda a seguir a Gustavo Santos, retomou a parceria de sucesso com Alexandra Solnado em “O Livro do Amor”. A escritora-fantasma do filho de Deus regressou após um hiato de sete anos a dar cursos de física quântica e de “auto-cura” a pessoas que, por algum motivo, decidiram atrair as suas próprias doenças. Além disso, Alexandra Solnado consegue ainda arranjar tempo para dar lives que aliciam fãs dos quatro cantos do mundo, incluindo a vasta comunidade portuguesa a viver na Coreia do Norte. (1)(2)

Grafonola

Netflix

O documentário do Netflix “Ancient Apocalypse”, intitulado “Revelações Pré-Históricas” em Portugal, é a mais recente adição a uma longa fila de obras de ficção científica e histórica que tentam explorar o apetite do público por teorias da conspiração e, simultaneamente, a aura de credibilidade associada ao género documental. E se em “Antigos Astronautas” Giorgio Tsoukalos defende que tudo foi feito por extraterrestres, em “Revelações Pré-Históricas” Graham Hancock argumenta que tudo teve origem numa antiga civilização que está por detrás do mito da Atlântida. (1)(2)

RTP

Uma reportagem do programa “Linha da Frente” promoveu de forma completamente acrítica a pseudociência das “Constelações familiares”, um método criado por Bert Hellinger que mistura conceitos da física quântica e espiritualidade new age para defender que problemas pessoais e de saúde mental se devem a traumas de antepassados transmitidos de geração em geração. Uma prática que está a causar danos a vítimas de abuso sexual no Brasil, onde as ideias bizarras de Hellinger sobre a sexualidade são aplicadas na resolução de conflitos em tribunal. A jornalista chegou mesmo a entrevistar Rupert Sheldrake como se fosse uma “autoridade científica” capaz de conferir validade à prática. (1)(2)

Observador

O jornal Observador expressou a suas “preocupações fundamentadas na ciência” de que, devido à utilização de telemóveis, no ano 3000 a humanidade será composta por criaturas corcundas, com um cérebro menor, uma segunda pálpebra e uma “garra de enviar mensagens”. Uma notícia que revela a completa incompreensão de como funciona a evolução das espécies e que é apenas mais um exemplo da “ditadura do engraçadismo” presente nas notícias de ciência. Situação habilmente explorada pela empresa TollFreeForwarding, a criadora do “estudo científico”, que assim obteve publicidade gratuita na comunicação social. (1)(2)

Dom Quixote

José Gomes Ferreira

Nomeado no ano passado pelo livro de História alternativa “Factos Escondidos da História de Portugal”, o jornalista e comentador da SIC voltou a dar uso às suas competências de pesquisa na internet para produzir mais um volume de teorias da conspiração históricas intitulado “O Segredo da Descoberta Portuguesa das Américas”. Os historiadores a sério, mais uma vez, não concordam com José Gomes Ferreira, o que só demonstra que ou fazem parte da conspiração ou não sabem utilizar o Google, o que é uma lacuna gravíssima na sua formação académica. (1)

Inês Pereira Pina

A cartomante Inês Pereira Pina afirma possuir uma energia que ajuda as mulheres a engravidar. A “taróloga dos bebés”, como se apresenta no Instagram, alega que já previu mais de 1000 nascimentos. Quem adivinharia que mulheres dispostas a pagar entre 70-100 euros por uma consulta com a “taróloga dos bebés” são especialmente propensas a engravidar?! Nos poucos casos em que as clientes ficaram insatisfeitas, Inês justifica que se deve ao facto de o tarot dar apenas “uma tendência” e que por isso não há garantias. Com tamanha honestidade não se entende como ainda há pessoas que têm preconceito contra cartomantes. (1)(2)

Alexandre Guerreiro

O jurista, comentador e especialista em whataboutismo criou polémica ao promover na televisão e nas redes sociais a narrativa russa sobre a “operação militar especial” na Ucrânia, o termo jurídico-alternativo para “guerra de conquista” com que todos nós nos tornámos familiares em 2022. Entre outras coisas, o jurista invoca a “legitima defesa preventiva” enquanto argumento válido para a invasão da Ucrânia por parte da Rússia. (1)

O Rei Vai Nu

Direcção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT)

A Direcção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT) é um serviço do Estado que, entre outras funções, tem como objectivo a certificação de entidades formadoras que depois têm acesso a vantagens como o financiamento público, a isenção de IVA e o reconhecimento da qualidade da formação. O problema é que essas vantagens estão a ser oferecidas a formações pseudocientíficas como cursos de reiki, astrologia, espiritualidade quântica e terapeuta de vidas passadas. (1)(2)(3)(4)(5)

Sandro Nogueira

Sandro Nogueira apresentava-se como um médico especialista em “harmonização facial” perante as clientes e as várias clínicas onde operava sem ter qualquer formação na área ou estar inscrito na Ordem dos Médicos. E, como é de praxe no charlatanismo, fez-se rodear de celebridades para trazer credibilidade e visibilidade aos seus serviços, celebridades que acabaram também elas lesadas pelo médico “alternativo”. (1)

Romilda Costa

A “terapeuta espiritual” Romilda regressou a Portugal para fazer diagnósticos médicos apenas com o olhar e para obter mais publicidade gratuita na televisão nacional. A terapeuta brasileira alega ver os corpos como se fossem um raio-X, uma alegação muito semelhante à da russa Natasha Demkina, cujos poderes milagrosos desapareceram quando foi testada em condições controladas por uma equipa de investigadores em 2004.  A explicação mais provável para a visão raios-X é a técnica de “leitura a frio” também utilizada por cartomantes e médiuns. Mas não podemos descartar a hipótese de que a visão raios-X seja bloqueada pelas energias negativas de investigadores cépticos. (1)(2)

8 Comments

  1. Admiro a vossa atenção a toda a treta que se vai difundindo pela nossa sociedade para ter por onde escolher estas perolas, já que sei que não têm a equipe do RAP a dar vos apoio. Ou têm? Em frente: Do ponto de vista da honestidade intelectual, capacidade critica e literacia cientifica, elas não andam muito longe umas das outras, são todas excelentes espécimes, atingindo elevados níveis de alienação à realidade e demonstrando alguns casos excelentes de resistência à dissonância cognitiva (provando que o ser humano é provavelmente o animal que mais dissonância cognitiva pode aguentar. Claro que alguns são apenas imbecis mas temos de ver o melhor nas pessoas). Sendo assim: parabéns pelo trabalho. E que ganhe o pior.

  2. Foi uma escolha difícil. Estava tudo tão empatado, que quase tive de ir a Fátima pedir um milagre a Nossa Senhora dos Quanta…

  3. Excelente seleção de nomeados.
    O meu voto tenta eleger os que de uma forma grave tiram proveito direto das absurdidades que defendem ou publicam.

  4. Viva, ufa, este foi complicado!
    Só tirava o “Alexandre Guerreiro”, sim é um cromo, mas havia bem piores para colocarem no seu lugar.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros artigos
FORAM EXIBIDOS SERES EXTRATERRESTRES NO MÉXICO?
João L. Monteiro
“Sem Limites” ou “Com Mazelas”?
João L. Monteiro
Cépticos no Museu… e Jardim
D. Barbosa