O Relojoeiro Cego

Autor: Richard Dawkins

Colecção: Ciência Aberta

Editora: Gradiva

Ano: 2007

Sinopse:

Um livro brilhante e controverso que demonstra que a evolução através da selecção natural – o processo inconsciente, automático, cego e vitalmente não-aleatório descoberto por Darwin – constitui a única resposta à maior questão de todas: porque é que existimos? No título, Dawkins faz referência à analogia do relojoeiro, tornada famosa pelo teólogo oitocentista William Paley, na sua obra Natural Theology. Paley, que escreveu o livro mais de cinquenta anos antes de Charles Darwin ter publicado A Origem das Espécies, afirmava que a complexidade dos organismos vivos constituía prova da existência de um criador divino, estabelecendo um paralelismo com a forma como a existência de um relógio obriga a aceitar a existência de um relojoeiro inteligente. Dawkins, tendo em conta os processos que subjazem a selecção natural, afirma que, nesse caso, o relojoeiro terá de ser cego.

Regressar a livros recomendados

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

%d bloggers like this: